A segurança da informação é cada vez mais relevante no mercado de tecnologia e se tornou essencial para todas as empresas que querem garantir a proteção de seus dados. Pensando nisso, é importante que as empresas sigam os 4 princípios da segurança da informação.

Com a LGPD em vigor desde 2020 e passando a multar empresas em agosto de 2021, os prejuízos podem ser altíssimos, com multas de 2% do faturamento anual até R$ 50 milhões. Sem dúvidas, é fundamental que sua empresa esteja de acordo com os princípios da segurança da informação para proteger os dados preciosos dos seus clientes.

Quer saber quais são esses princípios e como você pode manter sua empresa segura? Siga lendo este artigo!

Quais são os princípios da segurança da informação?

É imprescindível que as empresas protejam os dados dos seus clientes com todo o afinco que puderem. Na era digital, os dados são tão importantes que milhares de ataques acontecem diariamente. O Brasil se tornou o segundo maior alvo mundial de ciberataques, segundo um estudo da Netscout.

Por isso, as empresas devem sempre se preocupar em gerenciar riscos e proteger as informações de acesso não autorizado, vazamentos, alterações, invasões e perdas. As ameaças à segurança da informação podem acontecer de diversas formas, desde ataques ransomwares a erros humanos.

Dessa forma, a segurança da informação se baseia em quatro pilares para proteger as informações e dados: confidencialidade, integridade, disponibilidade e autenticidade.

  • Confidencialidade: é o que garante o acesso das informações apenas às pessoas autorizadas, ou seja, não disponibiliza esse acesso a indivíduos, entidades ou processos não autorizados.
  • Integridade: é o que garante a veracidade das informações, indicando que os dados não podem ser alterados sem autorização.
  • Disponibilidade: é o que garante que os dados e sistemas estejam disponíveis para pessoas autorizadas no momento em que se tornar necessário.
  • Autenticidade: é o que garante a verdadeira autoria da informação, ou seja, que os dados são de fato provenientes de determinada fonte.

Vamos falar mais detalhadamente sobre cada um a seguir.

Confidencialidade

A confidencialidade é o primeiro princípio da segurança da informação por um motivo bem simples: ele lida com a privacidade dos dados, que é fundamental para qualquer empresa que deseja garantir a segurança.

Esse conceito diz respeito às ações tomadas para assegurar que as informações não sejam roubadas dos sistemas através de ciberataques, espionagem, acesso não autorizado, entre outras práticas.

É pensando na confidencialidade que diversas ações preventivas podem ser tomadas, como por exemplo utilizar programas de Bug Bounty para manter os sistemas seguros, e assim proteger a confidencialidade.

Por que a confidencialidade é importante?

Se a gestão da segurança da informação não considerar a proteção de dados confidenciais, a empresa pode ter sérios problemas. Afinal, as informações confidenciais não são apenas os dados da empresa, mas também dos clientes, funcionários e fornecedores.

A perda desses dados pode causar danos financeiros e até mesmo fazer com que as pessoas afetadas entrem com ações judiciais contra a organização. Com a LGPD em vigor, isso se tornou um risco ainda maior.

Dessa forma, garantir a confidencialidade é um dos princípios da segurança da informação que devem ser seguidos à risca pelas empresas.

Integridade

Esse princípio assegura que os dados mantenham suas características originais, ou seja, não sejam alterados indevidamente.

Existe perda da integridade quando uma informação é modificada ou violada impropriamente. Por exemplo, se um funcionário alterar uma informação para simular um preço mais alto que o real, está corrompendo o princípio da integridade.

Algumas formas de manter a integridade das informações são:

  • Aplicar ferramentas de controle de versões. Assim, você consegue reverter os documentos para seu estado original, antes das alterações;
  • Verificar constantemente as informações armazenadas em diferentes sistemas para garantir que não foram alteradas;
  • Fazer backups frequentes.

Por que a integridade é importante?

Para que os sistemas operem corretamente, a integridade dos dados precisa ser mantida. As instruções, orientações e mensagens trocadas entre departamentos, por exemplo, precisa chegar aos destinatários da mesma forma que foram enviados para não comprometer a comunicação, seja interna ou externa.

Além disso, uma empresa que mantém seus dados íntegros é uma empresa em que o cliente pode confiar.

Disponibilidade

Para que um sistema de informação seja útil, é indispensável que seus dados estejam disponíveis quando necessário. Portanto, a disponibilidade é outro dos quatro princípios da segurança da informação, que garante o acesso em tempo integral para usuários finais.

Para fazer isso, você precisa garantir a estabilidade e acesso permanente às informações dos sistemas por meio de processos de manutenção rápida, eliminação de falhas de software, atualizações contínuas e planos de gerenciamento de crises.

Os sistemas são vulneráveis a desastres naturais, ataques, falta de energia e diversas outras ameaças à disponibilidade. Manter os sistemas seguros também significa garantir o máximo possível de segurança para que os dados estejam sempre disponíveis.

Por que a disponibilidade é importante?

Imagine a seguinte situação: você fez uma compra em um ecommerce e, após um tempo, precisa verificar essa compra novamente, seja para lembrar quando ela foi feita ou quanto foi pago no produto.

Se essa informação não estiver disponível, a empresa perde credibilidade e você certamente vai se perguntar: “o que fizeram com meus dados?”

Dessa forma, a disponibilidade é um dos princípios da segurança da informação mais simples, mas que tem grande importância, principalmente para o cliente.

Autenticidade

O princípio da autenticidade garante que as informações sejam provenientes de uma fonte confiável. Em outras palavras, confirma que os dados possuem legitimidade, não havendo manipulação ou intervenções externas, como terceiros se passando por colaboradores.

A autenticidade é o pilar que valida a autorização do usuário para acessar, transmitir e receber informações, como logins, senhas ou até autenticações biométricas. Um sistema autêntico confirma a identidade dos usuários antes de liberar o acesso.

Um jeito simples de confirmar a autenticidade de um usuário é o Captcha, ou a autenticação de dois fatores.

Por que a autenticidade é importante?

Se um sistema não confirmar a autenticidade de um usuário, se torna vulnerável a diversos tipos de ataques e falsificações, como pessoas mal intencionadas se passando por outras para roubar, vazar ou ter acesso a dados que não lhe pertencem.

Tanto empresas quanto clientes se beneficiam de sistemas seguros e que tenham como base a autenticidade, um dos princípios da segurança da informação.

Como garantir a segurança da informação?

Colocar os 4 princípios da segurança da informação em prática é fundamental para manter seu negócio seguro e os dados dos seus clientes protegidos dos ciberataques. Afinal, os ciberataques aumentam a cada dia. É essencial que os negócios estejam prontos para se defenderem.

Veja algumas dicas para manter a segurança da informação na sua empresa:

Crie uma política de segurança da informação

O entendimento sobre a importância da segurança da informação na empresa deve sempre partir do nível mais alto. Por isso, o CEO, diretores e gestores devem criar uma política corporativa que leve em conta os princípios da segurança da informação.

Para fazer isso, inclua práticas como:

  • Levantamento de dados e avaliação da criticidade de cada um deles para o negócio;
  • Definição de processos, permissões e proibições a serem seguidas pelos funcionários;
  • Responsabilidades de cada departamento em relação à segurança dos dados;
  • Política de senhas;
  • Estratégias de backups;
  • Controles de acesso.

Faça treinamentos constantes

É essencial que cada colaborador entenda os riscos e consequências do descuido com a proteção dos dados. Para isso, é importante fazer treinamentos constantes, criando uma cultura da segurança da informação em que cada um compreenda sua responsabilidade dentro da empresa.

Tenha redes Wi-Fi seguras

Ciberataques podem, é claro, acontecer offline, mas têm aumentado grandemente na internet. Por isso o uso de redes desprotegidas deve ser evitado ao máximo e a rede sem fio da empresa deve ser protegida com criptografia e protocolos de segurança.

Proteja os dados na nuvem

Uma forma de proteger os dados na nuvem é utilizando a autenticação, aplicando a autenticidade —  um dos princípios da segurança da informação. Também é importante escolher um fornecedor que leve a segurança da informação a sério.

Faça testes constantes

Mesmo que sua empresa esteja seguindo todos os princípios da segurança da informação, é crucial que você nunca veja a segurança como um trabalho finalizado. Novas ameaças surgem diariamente e estão no aguardo de qualquer brecha para atacar.

Além de prejudicarem os negócios, os ciberataques também podem acarretar multas pela LGPD. Dessa forma, um passo a ser tomado é investir em segurança cibernética através de um programa de proteção em tempo real. Uma forma de fazer isso é contando com o Bug Bounty, uma estratégia que testa continuamente seus sistemas em busca de falhas.

A grande vantagem de utilizar programas de Bug Bounty é a prevenção: você descobre as vulnerabilidades em seus sistemas antes que alguém mal intencionado faça isso e, assim, pode consertá-las a tempo.

Conheça os programas de Bug Bounty da BugHunt

Bug Bounty é um programa de recompensas por bugs no qual especialistas testam constantemente os sistemas para encontrar vulnerabilidades que podem colocar em risco a segurança da empresa e de seus usuários.

A comunidade de especialistas age de forma ativa e contínua, atuando como uma extensão da equipe da sua empresa e proporcionando um conhecimento aprofundado em segurança. Com o Bug Bounty, você saberá sempre em primeira mão quando um bug colocar seu negócio em risco.

Dessa forma, você pode corrigir essas falhas antes que pessoas mal-intencionadas as usem para motivos maliciosos.

Agora que você sabe quais são os 4 princípios da segurança da informação e a importância de manter sua empresa segura, que tal conhecer o trabalho da BugHunt?

Clique aqui e entre em contato conosco para saber como o Bug Bounty pode proteger seu negócio.